UNIARARAS se associa às comemorações do Ano Internacional da Química
UNIARARAS se associa às comemorações do Ano Internacional da Química
Segunda-Feira - 21 de fevereiro de 2011

UNIARARAS também vai comemorar o Ano Internacional da Química, estabelecendo uma série de eventos com esta finalidade.

Durante a 63ª Assembléia Geral das Nações Unidas (ONU), ocorrida em dezembro de 2008, foi aprovado que 2011 seria proclamado o Ano Internacional da Química (AIQ 2011), com o objetivo de comemorar em âmbito mundial todas as contribuições da Química para o bem estar da humanidade. Aliado a isso, o ano de 2011 coincide com o centenário da concessão do Prêmio Nobel de Química à renomada cientista franco-polonesa Marie Sklodowska Curie, contribuindo de maneira grandiosa para a compreensão da radioatividade, homenageando assim, a contribuição das mulheres para a Ciência.

Em dezenas de países, serão realizadas atividades educacionais interativas para públicos de todas as idades, organizadas e coordenadas internacionalmente pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) e a União Internacional de Química Pura e Aplicada (IUPAC), sob o tema unificador: "Química - nossa vida, nosso futuro".

A UNIARARAS possui dois cursos de graduação específicos nesta área: a licenciatura em Química e o Curso Superior de Tecnologia em Processos Químicos. Além disso, o assunto Química faz parte da grade curricular de inúmeros outros cursos oferecidos. A instituição participará das comemorações mundiais, com a realização, ao longo do ano, de palestras proferidas por profissionais da área. A abertura do Ano Internacional da Química na UNIARARAS ocorrerá no dia 1º de março, às 19h15, com a Aula Magna proferida pelo renomado Prof. Dr. Fernando Galembeck, cujo título é "Alquimia no século 21". Toda a comunidade acadêmica está convidada a participar desta solenidade.

As outras palestras programadas terão as datas e horários divulgados oportunamente.

Conheça mais sobre o Prof. Dr. Fernando Galembeck.

Obteve a graduação (1964) e licenciatura (1965) em Química pela Universidade de São Paulo, onde também obteve o título de Doutor em Ciências em 1970. Com pós-doutoramento nas Universidades da Califórnia (1972) e Colorado (1974), é professor titular na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), onde exerceu os cargos de Diretor do Instituto de Química (07/1994-04/1998) e Vice-Reitor e Coordenador Geral da Universidade (04/1998-04/2002).

Anteriormente a Unicamp, atuou como docente na USP e Unesp. O Prof. Galembeck leciona disciplinas de Físico-Química, Colóides e Superfícies, Polímeros, Química Aplicada, Química Geral e Termodinâmica. Pesquisador 1A do CNPq (desde 1979), o Prof. Galembeck publicou mais de 220 artigos em periódicos científicos internacionais, cerca de 300 trabalhos em anais de eventos e tem 17 capítulos de livros publicados. Orientou cerca de 40 dissertações de mestrado e 35 teses de doutorado. Coordena uma equipe que detém cerca de 20 patentes (7 licenciadas) sobre processos de obtenção de pigmentos, novos adesivos, e outros materiais nanotecnológicos. Sua destacada atuação na área de Desenvolvimento Tecnológico levou a Sociedade Brasileira de Química a criar, em 2006, o "Prêmio Fernando Galembeck de Inovação Tecnológica".

O Prof. Galembeck é membro titular da Academia Brasileira de Ciências e foi presidente da Sociedade Brasileira de Química (1982-1984), tendo exercido funções dirigentes no Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Associação Brasileira de Química (ABQ), Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) e atividades de consultoria em várias empresas.

Dentre os vários prêmios e distinções recebidos pelo Prof. Galembeck, destacam-se: Prêmio Eloísa Mano, Prêmio Fritz Feigl (CRQ- IV Região), Medalha Simão Mathias (SBQ), Conferencista Rheinboldt-Hauptmann, Prêmio Union Carbide, Retorta de Ouro, Prêmio de Reconhecimento Acadêmico Zeferino Vaz - Unicamp (1993, 2002), Comendador e a Grã-Cruz da Ordem Nacional do Mérito Científico, Troféu José Pelúcio Ferreira (Finep), Prêmio Almirante Álvaro Alberto de Ciência e Tecnologia (CNPq e Fundação Conrado Wessel), Prêmio Personalidade da Tecnologia 2010 (Sindicato dos Engenheiros no Estado de São Paulo) e Prêmio Telesio-Galilei Gold Metal 2011 (Telesio-Galilei Academy of Science). Vários dos seus alunos foram também premiados pelos trabalhos realizados sob sua orientação.

Currículo Lattes

Acompanhe nas Redes Sociais

Com quem você deseja falar?

Fundação Hermínio Ometto

Av. Dr. Maximiliano Baruto, 500

Jd. Universitário | Araras - SP

CEP: 13607-339

(19) 3543-1400

Clima em Araras

Segunda-feira
31°C
19°C
Chuva: 80% (7 mm)

Como Chegar