Alunos de Biologia desenvolvem bioconstrução no Campus
Alunos de Biologia desenvolvem bioconstrução no Campus
Quinta-Feira - 01 de novembro de 2018

Alunos do Projeto Ecomudas, do curso de Biologia da FHO, estão desenvolvendo no Campus uma Bioconstrução, construção que promove o conhecimento de elementos ecossistêmicos e suas funções na vida dos seres humanos, além de estimular à coletividade e a interação entre as pessoas e o meio ambiente.

A ideia teve início a partir da experiência dos estudantes durante o estágio de Permacultura e do Projeto Ecomudas, quando visitaram os SAFs - Sistemas Agroflorestais de outras instituições de ensino superior da região, como Unesp, Esalq e UFSCar. Nos locais, eles conheceram centros de convivência sustentáveis, o que gerou a ideia da construção de um centro como esse na Instituição para abrigar reuniões e encontros dos alunos e o diálogo sobre questões socioambientais. "A partir de então, os estudantes participaram de todo o processo da bioconstrução, desde a seleção dos materiais mais adequados na região em que estamos, à análise do solo para ver a porcentagem de argila, à coleta de materiais na natureza, o tratamento dos bambus, a idealização do design do centro de convivência - o qual para a Permacultura deve romper com o engessamento trazido pelo modernismo - e, finalmente, até colocarem as "mãos na massa", ou melhor, os pés no barro", contou o biólogo, funcionário da FHO e co-fundador do Projeto Ecomudas, Diógenes Raphael de Camargo.

Para a aluna Milena Malvestiti, participante do Projeto Ecomudas, sentir que você pode e consegue construir algo com suas próprias mãos e pés, é estar ligado à natureza de alguma forma. "A simplicidade da Bioconstrução e o trabalho em comunidade nos traz de volta às nossas origens, e é por isso que acaba sendo uma atividade tão gratificante. Estou ansiosa para ver o resultado final", disse.

O aluno Wendew Barcellos também tem gostado de participar na bioconstrução, que será batizada de "Centro de Convivência a Céu Aberto: OCA da Bio". "Gosto de aprender algo novo, principalmente quando é algo relacionado aos nossos ancestrais, já que era assim que eles faziam suas construções antigamente, e construir algo do zero, é muito gratificante, dessa maneira consigo observar todo o desenvolvimento da obra, parece até que sou um daqueles escultores, mas no caso a minha escultura é uma casa. Um biólogo pode ajudar na bioconstrução, porque como o próprio nome diz, é uma construção com materiais biológicos e um biólogo entende bastante disso, ou seja ele saberá qual o solo mais apropriado, quais tipos de madeiras podem ser usadas, quais folhas são mais resistentes, também consegue saber, por exemplo, qual tipo de madeira é mais propicia a ser moradia de insetos, dessa maneira usando um material mais apropriado, a construção terá um melhor resultado", contou ele.

Acompanhe nas Redes Sociais

Com quem você deseja falar?

Fundação Hermínio Ometto

Av. Dr. Maximiliano Baruto, 500

Jd. Universitário | Araras - SP

CEP: 13607-339

(19) 3543-1400

Clima em Araras

Domingo
31°C
19°C
Chuva: 80% (8 mm)

Como Chegar