Alunas de Pedagogia apresentam trabalhos no 11º Congresso Científico da FHO|Uniararas
Alunas de Pedagogia apresentam trabalhos no 11º Congresso Científico da FHO|Uniararas
Quarta-Feira - 22 de junho de 2016

O 11º Congresso Científico da FHO|Uniararas - "Desafios de Viver no Século XXI", realizado entre os dias 08 e 10 de junho, pela FHO|Uniararas, ofereceu uma excelente oportunidade de atualização acadêmica para alunos, professores e pesquisadores, computando mais de 230 inscrições para a apresentação de trabalhos científicos.

Nesta edição do evento, as alunas do curso de Pedagogia, Karen Vechetin, Keila Gomes Silva, Bruna Moreno, Elis Monteiro e Thaís Gonçalves apresentaram trabalhos produzidos durante o curso, sob orientação da Profª Dra. Paula Nascimento da Silva Moura:

BULLYING ESCOLAR: COMO COMBATER ESTE FENÔMENO
Por Karen Vechetin e Keila Gomes Silva

Resumo: É de conhecimento de todos que o Brasil enfrenta desafios em relação à violência nas escolas. Neste contexto, estudamos a prática do bullying escolar, que se concretiza no ato de ofender, ignorar, excluir, humilhar, ferir, perseguir e descriminar. Este trabalho de conclusão de curso teve por finalidade, assim, identificar o fenômeno bullying como um problema que transcende o espaço escolar, bem como pontuar as intervenções possíveis por parte do profissional da educação. O trabalho identificou, no entanto, que não existe uma única solução e uma única instituição para combater a violência. O importante é que cada escola venha agir a tempo, para que não ocorra retração por parte dos seus educandos. A educação ainda pode ser melhor e isso depende de toda a comunidade escolar, exatamente pelo motivo de que a escola não consegue de maneira isolada combater o bullying ou qualquer tipo de violência.

ETNOMATEMÁTICA AFROCENTRADA
Por Bruna Moreno e Elis Monteiro

Resumo: O trabalho teve como objetivo apresentar e analisar o programa da Etnomatemática dentro de uma perspectiva afrocentrada, relacionando-a com os conceitos de identidade e cultura, bem como com a educação intercultural crítica. Estudamos também os usos e aplicabilidades dos tecidos de Gana no processo de ensino matemático, e como isso pode ser utilizado em sala de aula. A aceitação e o respeito das raízes culturais de cada indivíduo são estratégias para Etnomatemática ser promissora na educação. Portanto, com esse trabalho, enfatizamos que o ensino de Matemática não é homogêneo, visto que existem diversas formas de aprendizado e interpretação dos métodos de resolução de problemas matemáticos. Além disso, dentro dessa perspectiva, a questão da identidade e cultura é importante à medida que se faz necessária a aceitação de si mesmo, de sua etnia e sua culturalidade.

LITERATURA INFANTIL E IDENTIDADE: ANÁLISE DA OBRA "O CABELO DE LELÊ"
Por Thaís Gonçalves

Resumo: Neste trabalho buscou-se estudar a literatura afro-brasileira e a sua influência na construção da identidade infantil, um tema relevante por estar amparado em documentos legais, entre eles: A Constituição Federal de 1988, a Lei 10.639/03 que prevê o ensino da História e Cultura Afro-Brasileira e as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana (2004). Para compreender sobre as contribuições deste gênero literário na construção da identidade, foi selecionado para a análise o livro infantil "O cabelo de Lelê", obra que consta em lista disponibilizada pela Secretaria Municipal de Educação de Araras (SP), que cataloga, em seu acervo, livros de literatura infantil que trabalham a temática racial e que se encontram nas bibliotecas.

Acompanhe nas Redes Sociais

Com quem você deseja falar?

Fundação Hermínio Ometto

Av. Dr. Maximiliano Baruto, 500

Jd. Universitário | Araras - SP

CEP: 13607-339

(19) 3543-1400

Clima em Araras

Sexta-feira
29°C
20°C
Chuva: 80% (10 mm)

Como Chegar