Alunos do 3º ano de Biologia visitam o Parque Estadual de Intervales
Alunos do 3º ano de Biologia visitam o Parque Estadual de Intervales
Quinta-Feira - 05 de maio de 2016

Nos dias 01 a 03 de abril, alunos do 3º ano do curso de Biologia visitaram o Parque Estadual de Intervales, localizado em Ribeirão Grande (SP), onde conheceram esse incrível continuum de Mata Atlântica, ainda bastante conservado.

O parque abriga importantes espécies da fauna e flora que hoje se encontram ameaçadas de extinção pela IUCN - International Union for Conservation of Nature - a lista vermelha das espécies ameaçadas - destacando a abundante presença do palmito juçara (Euterpe edulis), importante recurso para a fauna local; o predador de topo - onça pintada (Panthera onca); o maior primata das Américas, muriqui-do-sul (Brachyteles arachnoides) e de importantes dispersores de sementes, como a jacutinga (Pipile jacutinga) e a anta (Tapirus terrestris), atualmente vulnerável à extinção.

Além dessas espécies, o parque destaca-se por ser um dos melhores locais para a observação de aves no mundo, recebendo turistas de todos os lugares, especialmente da Europa e dos Estados Unidos. O parque conta com, pelo menos, 322 espécies catalogadas.

Durante os projetos de campo desenvolvidos pelos alunos, sob a orientação dos professores Marcos Vergilio e Daiane Carreira, foram registradas 35 espécies de aves, entre elas, saíras, surucuás e psitacídeos diversos. Um grupo que trabalhava com amostragem de mamíferos por rastros e pegadas pôde catalogar importantes espécies, como o macaco-prego, cutia, mão-pelada, cachorro-do-mato, serelepe, veado-mateiro, quati e a jaguatirica. E foi durante esse trabalho que os alunos tiveram uma experiência incrível: foram surpreendidos por uma anta, passando pela mesma trilha. A anta é um animal bastante arisco e difícil de ser observado, além de ter uma importância ecológica ressaltada e ser o maior herbívoro terrestre do Brasil.

"Estávamos indo instalar as armadilhas fotográficas para concluir o monitoramento do nosso trabalho em Intervales quando, em uma das trilhas, enquanto olhávamos para o chão em busca de vestígios, nos deparamos com um animal de porte grande caminhando lentamente. Alertei todos do grupo para que fizessem silêncio e começassem os registros fotográficos. Rapidamente passei a filmar e todos ficaram felizes, pois este era o primeiro contato frente a frente que tínhamos com um animal silvestre daquele porte. Mesmo de longe, o guia nos informou que era uma anta. Houve um momento em que a anta começou a acelerar os passos e até arriscou uma corrida e nessa hora pensamos em correr também (risos), mas permanecemos quietos até que a anta chegou a cerca de três metros do nosso grupo, percebeu nossa presença e se enfiou mata adentro. Foi a melhor e mais prazerosa emoção que tive em Intervales e em minhas pesquisas de campo", contou o aluno do curso de Biologia, Nicolas Delegá.

Assista o registro do aluno Nicolas Delegá:clique aqui

Confira mais imagens da viagem de campo:clique aqui

Acompanhe nas Redes Sociais

Com quem você deseja falar?

Fundação Hermínio Ometto

Av. Dr. Maximiliano Baruto, 500

Jd. Universitário | Araras - SP

CEP: 13607-339

(19) 3543-1400

Clima em Araras

Sexta-feira
29°C
20°C
Chuva: 80% (10 mm)

Como Chegar