Blog Biomedicina

Home » informações » Biomedicina tem 33 áreas de atuação

Biomedicina tem 33 áreas de atuação

Análise clínica concentra 90% dos profissionais formados.

Áreas mais promissoras, segundo professor, são as de análises ambientais e de imagens.

A biomedicina é uma carreira ampla e com mercado de trabalho diversificado: possui 33 áreas de atuação autorizadas pelo Conselho Federal de Biomedicina (CFBM), sendo que as duas principais são docência/pesquisa e os laboratórios de análises clínicas -que concentram cerca de 90% dos profissionais formados.

Outras áreas de atuação são: bancos de sangue, onde o biomédico realiza todas as tarefas, com exceção da transfusão; análises ambientais, onde ele faz análises físico-químicas e microbiológicas para o saneamento do meio ambiente; indústrias, para trabalhar com soros, vacinas e reagentes; imagenologia, onde o profissional atua na área de raio-X, ultrassonografia, tomografia, ressonância magnética; DNA, na qual realiza exames laboratoriais envolvendo DNA e assume a responsabilidade técnica dos laudos.

Segundo Silvio José Cecchi, biomédico, professor universitário e presidente do CFBM, a maioria dos profissionais recém-formados geralmente consegue se encaixar com certa facilidade no mercado de trabalho porque há um leque muito grande de áreas de atuação. Ele admite, no entanto, que o mercado está bastante competitivo.

“O biomédico tem várias opções de trabalho, mas o país não cresce. Então o emprego está difícil para todas as profissões. O que nos deixa feliz é que a carreira tem 33 áreas de atuação, o que aumenta as chances de colocação no mercado. À medida em que o mercado de trabalho precisa de um profissional especializado, nós procuramos criar habilitações para a carreira”, afirmou Cecchi.

O professor João Henrique Kanan, coordenador do curso de biomedicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRS) concorda que o mercado está em expansão, mas faz uma ponderação: “A maioria esmagadora dos recém-formados em biomedicina quer trabalhar com análises clínicas, mas elas estão ficando saturadas.  Eu diria que as análises ambientais e de imagem são áreas mais carentes de profissionais e, portanto, mais promissoras”, avalia.

Na opinião da professora Neila Arrebola, coordenadora do curso de biomedicina da Universidade Estadual de Londrina (UEL), há espaço no mercado de trabalho, mas o profissional precisa encontrar meios de se destacar. “Como em qualquer outra carreira, o mercado é competitivo. Para que o profissional saia da faculdade com grandes chances de colocação, é preciso que ele seja muito curioso e persista em busca de respostas para cada conceito novo que ele aprender. Tem que ser da natureza dele o perfil de pesquisador”, disse.

Salário e distribuição da carreira no Brasil

Não existe um piso salarial para os profissionais de biomedicina. Segundo Cecchi, os salários dependem muito da região e para qual empresa o profissional trabalha. “Ele também pode ser concursado ou ter o próprio negócio. Por isso é muito difícil dizer quanto ganha um biomédico”, disse. No entanto, os especialistas ouvidos pelo G1 estimam que o salário inicial seja de cerca de R$ 1.500.

De acordo com Cecchi, no Brasil há cerca de 30 mil biomédicos registrados no conselho, sendo que cerca de 20 mil estão concentrados nas regiões Sul e Sudeste. “A área mais carente, como em outras carreiras, é a Região Norte. Lá existem apenas uns mil biomédicos. Também existem poucos cursos naquela região e poucos empregos”, disse.

Na opinião de Cecchi, o segredo para conseguir de dar bem no mercado de trabalho é ter coragem de buscar coisas novas e de ser empreendedor. “Não basta ter conhecimento. É preciso ir além. É preciso ter algo mais para conseguir ter uma carreira de sucesso e, se possível, até abrir o seu próprio negócio”, afirmou.

Fernanda Bassette Do G1, em São Paulo

Postado por: Diego Costa

105 Responses to " Biomedicina tem 33 áreas de atuação "

  1. Bruna says:

    Adorei o texto! Vou fazer vestibular este ano e estava em dúvida se o curso realmente seria algo empreendedor e de futuro.. apesar do salária ser baixo em relação a outras profissoes, o curso em si é muito bom! :D

  2. Olá, Bruna!
    Na dependência da área escolhida seu salário inicial pode ser muito bom. Apenas alguns exemplos: na área de Diagnóstico por Imagem, o biomédico começa trabalhando, ainda sem experiência, por um salário de r$ 2000,00 (hoje); um professor universitário em início de carreira (sem qualque título), ganha em média R$ 2200,00.
    Não vou falr do salário de pessoas mais experientes, como eu, para não contar quanto ganho… rsrsrs… Mas ganho bem!
    Venha estudar conosco! Junte-se ao time!
    Bjs
    Norma

  3. Mauricio Silva says:

    Olá eu estou querendo fazer biomedicina, mas em diversas pesquisas que eu já fiz, acho o salário muito baixo…
    Eu gostaria de saber se realmente é isso mesmo, um salário inicial por volta de 1.200,00 a 1,500,00 reais, muito baixo para um profissional com tantas responsabilidades…Será que vale apena?
    ——————————————————————-

    “Caro Maurício,

    O Biomédico pode trabalhar em 33 áreas de atuação diferentes. Em algumas, o salário inicial (recém-formados) é realmente de R$ 1.500,00, pois as empresas levam em conta a chamada falta de experiência no mercado; em outras, é de R$2.200,00 a 2.500,00. E pode ser mais alto, na dependência da área e da empresa empregadora. O salário inicial de R$ 1.500,00 – que até pode ser considerado baixo – é igual, por exemplo, ao salário de um médico residente, que tem também muita responsabilidade.
    Acho que o problema deixa de ser da profissão e passa para a esfera do mercado de trabalho e vale, então, para qualquer profissão. Dessa forma, se você acompanhar os índices de empregabilidade das várias profissões que só podem ser exercidas após educação superior formal, verá que a empregabilidade é alta, mas os salários iniciais oferecidos pelo mercado não são aqueles que desejaríamos. Ocorre que em função da taxa de desemprego – muita oferta no mercado – os salários oferecidos são mais baixos, pois há sempre alguém disposto a assumir a vaga ganhando menos. Em qualquer área, o difícil será quebrar esse circulo vicioso…
    Um abraço e obrigada pelo contato.

    Dra.Norma
    Coordenadora do curso de Biomedicina da UNIARARAS”

  4. Mauricio Silva says:

    Obrigado pela resposta…

    Mais uma pergunta: Quais são as 33 areas de atuação de um biomédico? E quais delas tem maior oportunidade no mercado de trabalho e um bom retorno finaceiro?
    Desculpe pelas perguntas, ainda sou leigo no assunto, conheço somente algumas delas….

    Desde já agradeço: Maurício Silva

  5. Vanessa says:

    Bom dia.

    Sou Biomédica formada há 2 anos pela Unisa.

    Trabalho há quase um ano em um pequeno laboratório. Aos poucos ele vem crescendo, por isso recebi uma prosposta do dono daqui para ser responsável tecnica de um novo posto de coleta ou até mesmo de um novo laboratório que ele está pensando em abrir. Estou um pouco insegura, pelo fato de não saber exatamente no que implicaria isso na prática. Ele não falou ainda a respeito de qto aumentaria meu salario. ALguem saberia me dizer o quanto os RT estão recebendo no mercado?

    Mto Obrigada.

  6. Laura says:

    Oi eu gostaria de saber quais sao as materias do colegial que serve de base para o curso eu adoro biologia e gosto de matematica quimica; so que em quimica nao sou a melhor nota to na media e nao gosto de fisica se ha quais sao as areas de atuaçao da fisica.
    Obs:as vezes nao me acho capaz mais gostaria de cursa alguma coisa envolvendo pesquisa laboratorio.Sera que nao sendo a pesoa mais inteligente posso cursar biomedicina?

  7. Olá, pessoal:
    Estive afastada com alguns probleminhas de doença, por isso demorei tanto a responder.
    Tentarei responder ao Maurício, Vanessa e Laura.
    Maurício, por favor, acesse o site do Conselho Federal de Biomedicina. Lá você encontrará a descrição resumida das 33 áreas e do que o biomédico realiza em cada uma.
    Vanessa, como não há piso salarial, o salário do RT variará de acordo com o tamanho/movimento do laboratório e com a experiência do RT, pois ele pode ser RT titular ou substituto.
    Laura, todos as matérias do ensino médio são importantes para nós. É claro que o objeto de estudo da Biomedicina é a Biologia Humana, mas qualquer fenômeno biológico tem sua cota de fenômeno físico, químico etc. É aqui na Faculdade que você aprenderá a correlacionar todas essas diferentes disciplinas e a enxergar de forma melhor sua importância.
    Abraço a todos,
    Norma

  8. Lari says:

    Oi, bom dia! eu gostaria de saber se um biomedico especializado em bioquimica pode exercer sua profissão em um laboratorio proprio (seu).
    é q pretendo cursar biomedicina e tenho essa duvida desde já, obrigada!

    Lari,

    Se você cursar Biomedicina e realizar um estágio supervisionado obrigatório em Bioquímica (em nosso Curso de Biomedicina) com carga horária total de 600 horas ou se formar com estágio supervisionado em outra área, mas cursar, após formado, uma especialização reconhecida em Bioquímica, você será um profissional habilitado em Bioquímica e poderá exercer sua profissão em laboratório próprio ou de alguém. O órgão que fornece a habilitação e o registro de biomédico é o Conselho Regional de Biomedicina – 1ª Região (São Paulo) ou outros Conselhos regionais, na dependência da documentação apresentada por você e pela Universidade onde estudou.

    Espero ter esclarecido sua dúvida. Fico à disposição para outras.

    Um abraço,

    Norma

    Profa Dra Norma Gerusa da Silva Mota

    Coordenadora do Curso de Biomedicina

    UNIARARAS

  9. Lari says:

    muito obrigada! beeijos :*

  10. oi!! tô encantada por biomedicina… faço vestibular esse ano pela 1ª vez e esteva em dúvida do que queria, não me importo com o quanto posso ganhar me importo com que esteja me sentindo bem atuando no que gosto… o salário é apenas uma recompensa do que farei<3
    axo que vou fazer pra biomedicina… vou tentar né?
    gosto muito desse mistura de biologia com medicina, desse estudo da vida.

    quas são as 33 areas de atuação?
    goste da imagenologia.
    bjos!

    Querida Jaine,

    Obrigada pelo interesse e desculpe-me pela demora. Estive em recesso e regressei hoje. Os campos de atuação do biomédico são listados abaixo.

    Veja ARTIGO da Resolução 78 do CFBM/2002:

    Art. 1º – Fixar o campo de atuação das atividades do Biomédico.
    § 1º – O Biomédico, poderá, desde que comprovado a realização de Estágio com duração igual ou superior a 500 (quinhentas) horas, em instituições oficiais ou particulares, reconhecidas pelo órgão competente do Ministério da Educação ou em laboratório conveniado com Instituições de nível superior ou cursos de especialização ou pós-graduação, reconhecidos pelo MEC, possuir as seguintes Habilitações:
    1-Patologia Clínica (Análises Clínicas)
    2- Biofísica
    3- Parasitologia
    4- Microbiologia
    5- Imunologia
    6- Hematologia
    7- Bioquímica
    8- Banco de Sangue
    9- Virologia
    10- Fisiologia
    11-Fisiologia Geral
    12- Fisiologia Humana
    13- Saúde Pública
    14- Radiologia
    15- Imaginologia (excluindo interpretação)
    16- Análises Bromatológicas
    17- Microbiologia de Alimentos
    18- Histologia Humana
    19- Patologia
    20- Citologia Oncológica
    21- Análise Ambiental
    22- Acupuntura
    23- Genética
    24- Embriologia
    25- Reprodução Humana
    26- Biologia Molecular.

    Foram, posteriormente, acrescentadas, pelo CFBM as seguintes habilitações:

    27 – Biomédico sanitarista (vigilância sanitária)

    28 – Anatomia Patológica: Art. 1º – O Biomédico habilitado em Anatomia Patológica poderá militar e realizar: a) macroscopia, b) microtomia, c) diagnósticos histoquímicos e imunohistoquímicos, firmando os respectivos laudos, d) técnicas de biopsia de congelação, e) técnicas de necropsia, f) diagnóstico molecular, firmando o respectivo laudo, g) processamento das amostras histopatológicas.
    Art. 2º – Para garantir a qualidade da execução desses exames, a habilitação em Anatomia Patológica deverá contar com o seguinte conteúdo programático: a) anatomia geral, b) anatomia topográfica, c) patologia geral, d) patologia sistêmica, e) anatomia patológica, f) noções básicas de diagnóstico por imagem, g) carga horária mínima de 500 horas de estágio.(resolução 145, 2007).

    29 – Exames laboratoriais em animais de pequeno e grande porte (análises clínicas veterinária)

    30 – Perfusionista (perfusão p/cirurgia cardíaca e/ou torácica)

    31 – Bancos de órgãos e de leite

    32 – Magistério (principalmente superior)

    33 – Pesquisa

    Outros áreas de atuação estão surgindo pois como você refere trabalhamos com biologia humana e precisamos conhecer e/ou explorar o ser humano na saúde e na doença! Por isso, nossa profissão é tão maravilhosa e nunca se esgota!

    Caso tenha outras dúvidas, não hesite em nos escrever ou marcar um dia para conversarmos.

    Beijos,
    Dra. Norma

  11. jaine says:

    gostei da imagenologia…
    mas quais são as outras áreas? o que fazem?
    tem uma especialização pra imagenologia é? me expliquem por favor! desde já meus agradecimentos

  12. Olá, menina:
    Espero que você já tenha visto o comentário anterior. A área de Diagnóstico por Imagem tem sido muito procurada pelos biomédicos. Por ser interessante e por remunerar bem. Aqui, na Uniararas, temos uma disciplina de Diagnóstico por Imagem, além de outras acessórias como as três anatomias, biofísica, as fisiologias etc. Mas, para conseguir a habilitação pelo Conselho Regional de Biomedicina é necessário, após o curso regular, fazer uma especialização (oferecida em algumas universidades). Outro aspecto: o biomédico executa todas as etapas dos exames (radiografia, tomografia, ressonância magnética etc), mas o laudo necessita ser assinado por um médico (ao menos por enquanto). Conheço biomédicos que montaram o serviço e contrataram um médico radiologista para assinatura dos laudos.
    Se tiver outras dúvidas escreva.
    Bjs
    Norma

  13. Bianca says:

    Olá, Tenho uma dúvida e gostaria de saber se poderiam me ajudar…
    Estou em dúvida de qual curso fazer e acho biomedicina uma boa opção.
    Mas um biomédico esta apto por exemplo a supervisionar uma farmácia?? Ou não teria nada haver ??

    Bjos
    Bianca

    Querida Bianca,

    Se você fala em supervisionar uma farmácia como farmacêutico responsável, então essa função é do farmacêutico. Mas, é claro que você pode ser proprietária de uma farmácia e contratar farmacêuticos responsáveis. Aí, veja bem, não tem nada a ver com Biomedicina. Qualquer pessoa, graduada em qualquer área ou não graduada, pode ser dono(a) de uma farmácia ou também de um laboratório de análises clínicas ou de biologia molecular ou até mesmo de uma indústria de produção de vacinas (preciso ter dinheiro e investir).
    Caso ainda tenha dúvidas, entre em contato!
    Responderei com prazer!

    Bjs
    Norma

  14. Olá, me falaram que depois do segundo ano de Biomedicina posso pedir transferencia pra Medicina, e a transferencia consiste em uma prova, não seria um vestibular, mas uma prova onde irá conter assuntos vistos no 1º e no 2º ano do curso de Biomedicina, isso é verdade? Qual a possibilidade de pedir essa transferencia e consegui-la?
    Obrigada.

    Rafaela Floriano.

    Cara Rafaela,

    Que seja de meu conhecimento não é possível solicitar transferência de Biomedicina para Medicina. Você poderá cursar Medicina, após a graduação em Biomedicina, na dependência de prestar o exame e ser aprovada no vestibular. Após isso, você poderá solicitar análise das disciplinas cursadas em Biomedicina e receber “aproveitamento de estudos” no que for possível. Alguns ex-alunos nossos já fizeram isso. O número de disciplinas que podem ser aproveitadas varia de uma faculdade de Medicina para outra.

    Grata pelo contato.
    Bjs
    Norma

  15. Rafaela Floriano says:

    Obrigada pela resposta, e no caso de depois eu fazer uma pós graduação em cardiologia, eu posso atuar como médica cardiologista? É que me passaram esta informação, e não sei si é verdade. Fico grata desde já.

    Abraços.

  16. Querida Rafaela,
    Após cursar Biomedicina + Medicina (se for o caso), aproveitando as matérias que são comuns a ambos os cursos (como já explicado), você deverá cursar residência médica em clínica médica (pelo menos um ano) e em cardiologia (outro ano). Se quiser poderá fazer também uma pós-graduação em cardiologia, mas recomendo, como ex-professora de Faculdade de Medicina (UNESP) que você faça a residência. Dará mais base para você atuar na área cardiológica. É importante o primeiro ano de residência em clínica médica, porque só é bom cardiologista quem domina a clínica.
    Bjs
    Norma

  17. Leonides A. says:

    Olá, só passei pq vi algumas pessoas um pouco preocupadas tanto no ambito de trababalho como no salário. Digo que eu também tinha esse medo do mercado de trabalho, principalmente pq eu sou do Nordeste, mas eu estou no primeiro semestre e já recebi três propostas de emprego para quando concluir o curso, e estagio garantido. A solução como foi dita depende muito da area escolhida e da carencia local. E sim, o curso é muito bom…principalmente para quem gosta de biologia ( corpo humano, citologia, histologia, entre outros ), Quimica Orgânica, e assim por diante.

  18. juliana says:

    Olá,estou com planos de cursar biomedicina, mas tenho minhas duvidas…estou há alguns anos sem estudar…será que serei capaz de acompanhar este curso?
    Obrigada!!
    Juliana

  19. Lilia says:

    estou no 5 periodo de biomedicina e estou cheia de dúvidas com relação a uma especialização a Senhora poderia de ajudar?

  20. Ana Lima says:

    Bom dia, Dra.
    Gostaria de saber onde encontrar uma pós ou estensão em Análises Clinicas veterinarias?? Sou formada em biomedicina á 20 anos e não consigo um lugar p/ fazer pos nessa área. Seria possivel uma luz, pois resido no interior do vale do paraíba – sp e a pós que encotrei em sp, não era aberta a biomedicos, somente a medicos vet.
    Grata.
    Ana

  21. Curso Biomedicina aqui em Minas gerais, e adoro o curso!
    Mas fico desanimada quando vejo a desvalorização da profissão…
    A biomedicina só será valorizada realmente, quando o biomédico tiver exclusividade em alguma de suas areas de atuação… E na minha opinião, deveria ser em Analises clinicas!!!
    Os Conselhos federal e estadual, deveriam trabalhar em prol disso!!!
    Adoro o curso, mas desanimo toda vez que tenho que explicar o que um biomédico faz!

  22. Boa noite,doutora
    Vou prestar o vestibular para fazer o curso de biomedicina, mas eu sempre estudei em colégio público
    o ensino é muito fraco.
    Será que eu vou ter dificuldades durante o curso?
    Agradeço;

  23. admin says:

    Querida Amanda,

    O ensino fundamental e médio nas escolas públicas, principalmente, necessita de reformas urgentes.

    Enquanto isso não acontece, Amanda, a Uniararas possui programas de capacitação e revisão para os alunos que apresentam dificuldades ou, apenas, desejam fazer uma revisão.

    Portanto, não se preocupe!

    Além desses programas, os professores de 1º ano são treinados para atender às dificuldades importadas pelos alunos do ensino médio.

    Aqui, você terá todo o suporte para se nivelar com alunos eventualmente “mais adiantados”! Nossa proposta pedagógica prevê esse aspecto e ao se formar todos os estudantes possuem nível semelhante.

    Junte-se ao nosso time sem medo de ser feliz!

    Bjs
    Norma

  24. GLEIDIANE says:

    NOSSA…ESTOU COM MUITA DUVIDA…SE FISIOTERAPIA…OU BIOMEDICINA.MORO NO SUL DO ESTADO DO PIAUI 640KM DA CAPITAL TERESINA…JA PESQUISEI TUDO SOBRE ESSES DOIS CURSOS…ME AJUDE!!!!!POR FAVOR

  25. admin says:

    Cara Gleidiane,

    Como é bom falar com você, piauiense. Sou pernambucana de Caruaru, criada na Bahia… Fui descendo devagarzinho… rsrsrs…

    Ambos cursos, Fisioterapia e Biomedicina, são excelentes, pois, após a conclusão, você estará apta a atuar na área da saúde humana.

    Falarei do Curso de Biomedicina que é minha opção e paixão, há 43 anos (sou formada na primeira turma do Brasil!)

    Você deve ter visto no blog que o médico já possui mais de trinta campos onde pode atuar e acrescentei o mais novo (leia artigo sobre Biomedicina estética em nosso blog).

    O bom é que somos uma jovem profissão e a cada ano as possibilidades de atuação aumentam. Na verdade, começamos a exportar biomédicos para outros países… Kuwait, Canadá, Alemanha e outros…

    Costumo definir a biomedicina com o estudo aprofundado da biologia humana, abrangendo o conhecimento de todos os estados de saúde e de doenças, isto é, os processos fisiológicos e patológicos do ser humano.

    Além disso, o biomédico precisa entender o papel do homem como agente agressor e também agredido no meio ambiente, onde esse homem vive: sujeito, por exemplo, a sofrer doenças por causa da poluição ambiental, mas também destruindo esse mesmo meio ambiente, pois contamina a água e desmata as florestas.

    Em resumo, a biomedicina explora profundamente o corpo humano sadio e o corpo humano afetado por diferentes entidades mórbidas e sua relação com o meio que habita.

    É por isso que podemos trabalhar, por exemplo, com vários tipos de diagnósticos laboratoriais e moleculares (teste de paternidade e outros), com reprodução assistida, com perfusão sanguínea em cirurgias cardíacas, com controle de qualidade de alimentos, na seleção de doadores e receptores para transplantes e tantas outras áreas.

    O nosso curso da Uniararas é nota 10,0 (e não sou coruja, não!)! Temos Biomedicina integral (manhã e tarde) em quatro anos e o mesmo curso no período noturno em cinco anos.

    Além de São Paulo, recebemos alunos de diferentes estados brasileiros (Mato Grosso, Minas, Tocantins, Amapá, Pará, Bahia e outros) e todos têm uma ótima convivência em Araras, cidade acolhedora próxima à Campinas.

    Lembro-lhe que a Uniararas é conveniada ao ProUni (importante realizar ENEM), oferece bolsas próprias de 50%, e tem um financiamento próprio, o PagFácil, sem juros e burocracia. Todos esses aspectos são abordados em nosso Portal de Graduação.

    Caso queira esclarecer outras dúvidas, basta escrever para normamota@uniararas.br ou telefonar (19) 3543-1443, de segunda a quinta-feira.

    Espero que você se decida por Biomedicina. Espero mais ainda que você, como biomédica ou fisioterapeuta em formação, venha compor o time da Uniararas!

    Obrigada pelo contato e um grande abraço, Norma

  26. gleidiane sousa says:

    nossa…eh maravihoso seus comentarios ..rsrs.acredito que farei uma boa escolha…e me apaixonei pelas areas de atuaçoes, aqui em minha cidade eh muito carente na área da saúde e eu gostaria de poder ajudar de alguma forma..haaa conheço caruaru,recife,olinda,pesqueira,porto de galinhas.-pe adorei pretendo passar mais tempo pois fui a cursos de trabalho e nao aproveitei muito…até mais**

  27. *gleidiane says:

    nossa…eh maravihoso seus comentarios ..rsrs.acredito que farei uma boa escolha…e me apaixonei pelas areas de atuaçoes, aqui em minha cidade eh muito carente na área da saúde e eu gostaria de poder ajudar de alguma forma..haaa conheço caruaru,recife,olinda,pesqueira,porto de galinhas.-pe

  28. _GLEIDIANE says:

    SO QUE FUI A CURSOS DE TRABALHO E NA DEU PRA CURTIR MELHOR..SEU ESTADO MAS PRETENDO VOLTAR..UM ABRAÇO..ATÉ MAIS.

  29. Estou com uma grande dúvida. Pretendo fazer vestibular esse ano, na área de saúde, estive analisando os cursos e me identifiquei com dois, Biomedicina e Farmácia. Fiquei admirada pela diversidade de áreas que a Biomedicina trabalha, mais fiquei com medo em relação a emprego, pois já ouvir falar que é difícil arrumar emprego. Eu moro em Recife e gostaria de saber se é realmente difícil arrumar emprego nessa área aqui em Recife. Já vendo esse blog eu vi que tem uma área da Biomedicina que trabalha com radiologia, eu tenho o Técnico em Radiologia, formada já, seria interessante juntar os dois cursos?
    Obrigada pela atenção! Até mais.

    —————————————————————————————————————–
    Prezada Marilice,

    Obrigada pelo contato. Adoro falar com o pessoal do Nordeste, pois sou de Caruaru…
    Bem, em qualquer área, se você não for determinado e não correr atrás, é difícil arranjar emprego. Mas, uma das coisas que me deixam feliz é acompanhar a alta taxa de empregabilidade de nossos ex-alunos de Biomedicina, aqui da Uniararas. É claro que se leva em conta o que você mencionou: a diversidade de campos de atuação nos quais o biomédico pode trabalhar. Além disso, anexo também o fato de sermos uma profissão jovem (tenho 43 anos de formada e sou da primeira turma!). Uma áreas de atuação é exatamente a área de Diagnóstico por Imagem. E se você já é técnica em radiologia é só juntar a biomedicina (como dizia minha mãe, “a fome com a vontade de comer”). Aqui, no currículo obrigatório, além de todas as disciplinas acessórias para que você tenha base em biologia humana na saúde e na doença, temos uma disciplina de anatomia especial (Anatomia Topográfica e Radiológica) e a disciplina de Diagnóstico por Imagem. Para se preparar melhor para essa área e poder inclusive ser “dona” da empresa, é bom, após o curso, fazer um curso de especialização na área.

    E se pretende ganhar bem, essa é uma área que remunera muito bem os profissionais qualificados.

    Tenho ex-alunos, trabalhando em diagnóstico por imagem, que estão recebendo rendimentos acima de R$10.000,00…

    Fico à disposição para outras dúvidas e perguntas e espero que você se junte ao nosso alegre time!

    Abraço,
    Norma

  30. Clara Porfirio says:

    Vou prestar vestibular para biomedicina esse ano.
    Estou estudando diversas matérias, mas,queria saber quais as materias de peso pra quem presta vestibular de biomedicina?

  31. Marilice M.Aguiar says:

    Olá Norma.
    Obrigada pela resposta.

    Eu estive conversando com meu professor de Biologia, no curso preparatório para vestibular, pois vou tentar a UFPE, ele é medico, e eu fui perguntar a ele quais as áreas em saúde que tinha possibilidade de emprego aqui em Recife. Ele disse que só tinhas quatro ares que tinha mais chance de emprego, são as: Medicina, Odontologia, Farmácia e Enfermagem. Norma a minha preocupação é que eu posso fazer um curso q eu vou passar de quatro a cinco anos estudando em uma área na qual não vou poder trabalhar durante o curso, pois as áreas de saúde o curso é de manhã e a tarde, e depois de tudo isso eu não ter emprego. Eu gosto da área de saúde e me daria bem em qualquer área de saúde, mais não quero fazer um curso que depois eu fique desempregada. Nesse caso, na área de Biomedicina, você sabe me responder se aqui em Recife tem possibilidade de emprego?

    Obrigada pela atenção Norma. Até mais…

  32. Prezada Marilice,

    Sou pernambucana, mas tenho pouco contato com o mercado de trabalho em Recife. Moro em São Paulo há muitos anos e vou ao nordeste, às vezes, em férias.

    Entendo sua preocupação com o emprego após a universidade, mas é difícil, para mim, garantir a empregabilidade em Recife. O que posso fazer, daqui de Araras, SP, é reafirmar que o mercado de trabalho para o biomédico está em expansão, não apenas nas áreas diagnósticas, mas também em outros campos, como: reprodução assistida, diagnóstico por imagem, bioinformática aplicada à saúde, perícia criminal, análises moleculares, nanotecnologia e tantos outros.

    Tendo também a discordar um pouco de seu professor, por alguns motivos: a) muitas pessoas ainda desconhecem o que é Biomedicina, considerando apenas o biomédico como alguém preparado para o diagnóstico clínico; essa percepção deixou de ser verdadeira há vários anos e temos biomédicos trabalhando em diferentes áreas do conhecimento (V. a página de nosso curso e nosso blog na internet); b) somos uma profissão jovem, no Brasil e no mundo. Pertenço à primeira turma de graduados e tenho apenas 43 anos de formada. Bastante? Sim, bastante tempo desde a formatura, mas pouco tempo de vida de uma profissão. Estamos, por isso, ainda desbravando as possibilidades profissionais. Veja que a última habilitação para o biomédico foi publicada no Diário Oficial da União em meados de fevereiro do presente ano e trata da biomedicina estética. Área que qualquer um de nós pode fazer, sem precisar ter patrão… Depende apenas da própria pessoa: estudar muito, se preparar para essa área (de preferência com uma especialização após a graduação) e montar sua clínica de atendimento; c) por último, se a biomedicina está crescendo no Brasil e no mundo (V. o jornal espanhol El País, 10/jan/2010), por que não cresceria no nordeste brasileiro que teve o maior PIB dos últimos anos, assemelhando-se ao PIB chinês? (Aliás, como nordestina, estou muito orgulhosa desse crescimento!)

    Entrei no site da UFPE e vi o curso de Biomedicina. Recomendo que você o consulte. Há uma lista de professores do curso (em planilha Excel anexa à página) e dois telefones de contato. Seria ótimo se você procurasse conversar com o coordenador do curso ou com um desses professores, de preferência com os biomédicos (há indicação da formação do corpo docente). É claro que eles poderão fornecer mais informações sobre a profissão e o mercado de trabalho em Recife.

    Fico por aqui, mas continuo à disposição para outras dúvidas. Basta escrever.
    Bjs,
    Norma

  33. Marilice M.Aguiar says:

    Ola Norma!
    Muito obrigada pela atenção que teve comigo, gostei muito de você!
    Sobre a escolha, fico em Biomedicina. Gosto da área de Radiologia e quero continuar na área junto a Biomedicina. Uma coisa que eu sei é que a área de saúde é uma área concorrida, sei que vou estudar muito e sinceramente, eu adoro estudar! Gostei muito da área de Biomedicina, uma área q há um mês eu nem conhecia, a não ser como você falou, em diagnóstico clínico, fiquei encantada com tudo que descobri.
    Sobre o que você falou de falar com o coordenador do curso de Biomedicina da UFPE é uma boa idéia e vou procurar fazer isso. Quando eu fazia curso de Radiologia eu tinha um professor de anatomia que é Biomédico, vou falar com ele também.
    Mais uma vez, obrigada pela atenção Norma. Até mais…

  34. Olá!

    Que bom que a escolha é Biomedicina! Tomara que dê certo a área de diagnóstico por imagem. Caso necessite de algum esclarecimento, conte comigo. Gostei muito de conversar com você também.
    Bjs
    Norma

  35. Thais says:

    Olá, Norma!
    Primeiramente gostaria de me desculpar, afinal, não li todos os comentários e devido a isso pode ser que uma das minhas perguntas já tenha sido feita a cima.

    Bom, tenho 17 anos e em menos de duas semanas faço 18, terminei meus estudos e parei por aí, por falta do que saber cursar. Há um tempo queria fazer Áudio Visual, mas vi que isso não é o que eu quero de fato, ia fazer áudio visual pra fazer documentários sobre pesquisas. Amo pesquisar e adoro genética leio e sei algumas coisas sobre tal. Creio que eu tenho as características fundamentais pra começar a fazer biomedicina, sou muito curiosa e sei liderar muito bem. Sei que o mercado de trabalho depende de qual curso você quer e que profissional você é, não só em biomedicina, mas em qualquer profissão; Sei que são 4 anos de curso e dois de especialização; sei que são 33 áreas pra atuar. Quero me formar ou na área de Genética ou na Cientifica, gostaria de saber se são áreas boas pra está atuando? Moro no ES e aqui só tem no PIO XII (http://www.faculdade.pioxii-es.com.br/index.php?i=grad_biomedicina) gostaria de tentar aqui mesmo, e por ser uma faculdade particular mesmo assim é concorrida? Gosto muito de química e biologia, só que meu ensino foi muito fraco, pois fiz meu segundo grau todo em escola publica você acha que mesmo assim tenho uma “capacidade” pra entrar numa faculdade (esse sempre foi meu medo, minha educação precária acabar me atrapalhando futuramente)??

    Enfim, por enquanto é só isso. Desde já agradeço e muito.

  36. admin says:

    Prezada Thais,

    Percebo que sua cabeça anda a mil e não é para menos. Escolher uma profissão não é fácil, mesmo.
    Bem, cada vez mais os alunos trazem falhas do ensino básico para a Universidade. E não são apenas os que vieram das escolas públicas, embora esse grupo tenda a demonstrar maior dificuldade. No entanto, uma boa Faculdade, como a nossa, encara o problema de frente. Oferecemos módulos de nivelamento aos alunos, denominado CAPEB (curso de aperfeiçoamento do ensino básico) on-line ou presencial, com as matérias básicas, como português, matemática, biologia, química e física; está sendo estruturado, também, um módulo de ciências sociais. Além disso, os professores de semestres iniciais participam de reuniões frequentes comigo, exatamente para se tentar prevenir possíveis problemas de aprendizado por falta de base. Esse problema, como vê, pode ser superado, desde que haja vontade e comprometimento de todos. Veja, portanto, se a Faculdade que pretende cursar tem essa preocupação. Se não, venha para o nosso time!
    Genética é, sim, uma área sempre estimulante. Oferecemos aqui várias disciplinas de genética ou correlatas. Posso assegurar, portanto, que nossos ex-alunos podem trabalhar (e muitos trabalham) em uma das áreas desse grande campo do conhecimento. Se você quiser trabalhar com genética geral ou genética de populações ou genética molecular ou genética clínica ou diagnóstico molecular ou… ufa! … enfim, em qualquer área, você sairá daqui com base para isso. Esse é outro aspecto, Thais, que você deve procurar saber na Faculdade onde vai prestar vestibular… E, dependendo da área, você poderá atuar como geneticista clínica (aconselhamento genético) e/ou como pesquisadora.
    Gosto muito de audiovisual também (tenho um curso em roteiro) e acho que você não precisa excluir a biomedicina ou o audiovisual. Tenho 43 anos de formada e noto que tudo soma! Você pode cursar biomedicina e fazer cursos de audiovisual, se tornar uma geneticista clínica e pesquisadora e realizar documentários científicos… É claro que a base científica é a mais importante, daí meu conselho para que curse Biomedicina… Já vi documentaristas enroscados por falta de base… Que tal, após iniciar Biomedicina, começar a pensar em um curso mais rápido de audiovisual?
    Para por aqui, pois já falei demais…
    Fico à disposição.
    Abraço,
    Norma

  37. Liliane says:

    Boa tarde,
    Sou recém-formada em biomedicina pela Universidade paulista de Campinas, já encaminhei meus documentos para inscrição no CRBm,e minha habilitação será na área de analises clínicas (patologia clínica), gostaria de saber se na Uniararas tem pós-graduação na aréa de Biomédico sanitarista??? pois gostaria de trabalhar na aréa de registro de produtos junto com um médico veterinário. Outra dúvida é se posso lecionar em escolas ou universidades?? (se preciso ou não de algum outra especialização).
    Obrigada desde já.

    Bom dia Liliane,

    A UNIARARAS não oferece curso de especialização na área sanitária. Apenas em Análises Clínicas e Controle e Prevenção de Infecção relacionadas a área de Saúde

    Para lecionar em Instituição de Ensino Superior o professor deve ter no mínimo título de Especialista.
    Qq. dúvida, fico à disposição.

    Segue o site da pós graduação da Uniararas: http://www.uniararas.br/posgraduacao/

    Att.
    Cidinha Grachet

  38. Andre Lopes says:

    Oi Norma, adorando Blog, mas apesar de ler tanto ainda continuo com uma pequena duvida/receio. No passado, bem no passado fiz uma faculdade que não era de meu interesse, fiz mais pelo fator economico, anos se passaram e decidi refazer minha vida e cursar algo que de certa forma me interessa, sempre tive vontade e paixão pela area de saúde, e no momento biomedicina vem chamando minha atenção, mas aí está o meu receio, já tenho 35 anos, com quase 20 anos passados do ensino medio, tenho um certo receio de cursar e ter problemas devido a não ter muita lembrança de quimica e fisica, (biologia ainda lembro de algo, pois sempre fui curioso e tenho paixão pela materia), seria melhor fazer uma preparação e passar por uma boa revisão das duas materias? O meu maior receio no momento é este, de acabar perdendo motivação logo no início do curso por me sentir perdido, porém estarei participando de processo seletivo formativo somente para 2012.2, o que você me aconselharia? Entrar de cara ou fazer uma revisão previa para evitar decepções futuras?
    Desde já agradeço imensamente.
    André

    ——————————————————————————————————————————-

    Caro André,
    Estudar sempre é bom… rsrsrsr… Estudo desde os cinco anos, pois fui uma menininha um tanto precoce. Então, estudo há 59 anos e não me canso. Dito isso, fazer uma pequena revisão não lhe fará mal. No entanto, se não for possível, temos na FHO/UNIARARAS um programa (CAPEB) que é oferecido a todos os ingressantes (incluso na mensalidade) que trata justamente de revisar tópicos de química, física, biologia, português e matemática. A ideia é “refrescar a memória” de pessoas como você – há alguns anos afastadas dessas disciplinas – ou para os que não as tiveram com o aprofundamento necessário. E você poderá realizar o programa on-line (final de semana, por exemplo) ou em oficinas presenciais, aqui na Fac mesmo. Você escolhe! Veja que isso não é problema e não o impedirá de fazer Biomedicina…
    Outro aspecto, é que os professores de 1º ano são capacitados para lidarem com dificuldades dos alunos, relativas ao ensino médio. E o processo de aprendizagem ocorre naturalmente e sem grandes traumas. Quarta passada fui dar uma olhada no 1º ano noturno e eles estavam tendo aula de Embriologia. Você precisa ver como estavam acompanhando bem e entendendo bastante de fertilização de óvulos e de inseminação artificial. Nem parecia a mesma turma que ingressou no início desse ano. Não preciso dizer que fiquei estufada de orgulho!!!
    Seja bem-vindo, André! Junte-se ao nosso time e descortine novos horizontes para a sua vida. Se quiser nos visitar e assistir uma aula, escreva-me para combinarmos dia e horário.
    Fico à disposição para outras dúvidas!
    Abraço,

    Profª Drª NORMA GERUSA DA SILVA MOTA
    Coordenadora | Biomedicina FHO Uniararas

  39. Rayran says:

    Olá , Norma . Tenho 16 anos, quase 17 ,Piauiense, e estou pensando em o que realmente quero para minha vida . De uma coisa eu tenho certeza : quero algo da área de saúde . Me interesso por Biologia , Química , Física e Matemática e estou entre alguns cursos ,como Farmácia, Biomedicina e até Medicina, mas não me vejo um futuro médico . Imagino-me mais atuando em áreas de pesquisa ou algo relacionado e por isso ,pesquisando, tive grande interesse por Biomedicina , mas tenho um certo medo ou receio da não valorização no mercado de trabalho . Já ouvi dizer que futuramente a profissão de Biomédico vai acabar por causa que há muitos cursos “parecidos” . Isso pode mesmo acontecer ? E há a possibilidade de um Biomédico atuar como Perito Criminal ? Como ?

    Caro Diego,
    Se você gosta de pesquisa na área de saúde, Biomedicina é o curso certo para você. Grande contingente de biomédicos são pesquisadores científicos e professores universitários ou apenas pesquisadores. E você pode desenvolver pesquisas em qualquer área das ciências biológicas e da saúde e nas ciências da biomedicina. Portanto, o leque de opções é imenso.
    O Curso de Biomedicina está cada mais atrativo, porque as possibilidades de trabalho na área são imensas. E não vai acabar. Na verdade, ainda são poucos os cursos no Brasil; na Europa, copiando nosso modelo, eles só começaram no início da década passada. A USP/SP, por exemplo, lançará um Curso de Biomedicina, a partir de 2012, cuja coordenadora foi minha aluna (digo isso com muita honra!)
    A valorização profissional depende mais do profissional do que do mercado! Se você é realmente bom no que faz, o mercado, mesmo que não goste de você, acaba aceitando seu trabalho e o valorizando. Isso aconteceu comigo e com vários colegas. Há 10 anos coordeno o Curso de Biomedicina da FHO/UNIARARAS e sinto-me orgulhosa disso. Mas, quando vim pra cá, já tinha construído um currículo bastante invejável (sem modéstia), como pesquisadora da área de Imunologia e professora universitária, no Brasil e em vários países desse mundão de Deus. E ganho bem, também… rsrsrs…
    Consulte nosso site, a página de nosso curso e nosso blog e você encontrará informações valiosas. Veja também a programação do Workshop em Biotecnologia e da Semana Acadêmica de Biomedicina (site > página principal > eventos) e perceba a quantidade de ex-alunos de sucesso que participarão do evento como convidados.
    Será sempre um prazer falar com você. Entre em contato, em caso de dúvida. Temos alunos atuais do norte e do nordeste. Só falta você…
    Abraço,

    Profª Drª NORMA GERUSA DA SILVA MOTA
    Coordenadora | Biomedicina
    http://www.uniararas.br

  40. Isadora says:

    Eu gostaria de saber se vou poder atuar como professora substituta em escola fundamental ou médio,ainda cursando biomedicina. Obrigada.

  41. Professora Norma, estou no 4º período da graduação em biomedicina no norte do Brasil (Amapá) , porém ainda há muitas dúvidas sobre as especializações e a possibilidade de fazer carreira nas forças armadas e em orgãos da saúde, já houve casos de em concursos públicos editais para oficiais do exercito, marinha, ou bombeiros não conter o biomédico como alvo, porém, estar presente o médico e o farmacêutico para uma área onde o biomédico pode atuar, em casos assim, como proceder para realizar o concurso? e qual a possibilidade do biomédico atuar dentro da policia militar como oficial, apenas pela especialização em acumpuntura? Também não posso deixar de relatar que é comum a ausência da biomedicina em concursos da saúde, isso se dá pela fraqueza do nosso conselho? obrigado pela atenção, e espero sua resposta.

  42. Caros Rivelton e Isadora,

    Obrigada pelo contato.
    Responderei antes a dúvida de Isadora. Dentro do rigor da lei, alguém só pode lecionar com diploma de curso superior. Mas, ainda há tanta falta de professor no Brasil, que alguns de nossos alunos dão aulas, sim, no ensino fundamental e no médio.
    Rivelton,
    Acho que todos esses desencontros se devem à idade de nossa profissão. Somos muito jovens, se considerarmos medicina e farmácia.
    O CFBM e o CRBM – 1a Região têm lutado bastante pela inclusão do profissional biomédico nas Forças Armadas. Há alguns anos, por convocação do CRBM, enviamos muitos alunos ao Congresso Nacional e houve sessão especial para tratar desse assunto. Mas, até agora, nada de definitivo saiu. Sugiro que você entre em contato com o CRBM de sua região e pergunte o que pode ser feito para se prestar concursos para as Forças Armadas ou as polícias. Ou entre em contato com o CRBM-1a Região e pergunte sobre o caso do biomédico que foi aprovado para a Marinha (se não estou enganada). Tenho ex-alunos atuando na Polícia Federal, como peritos. Eles fizeram o concurso sem problemas… Como acupunturista, sinceramente, não sei responder. O correto a fazer é o que você está fazendo… Escrevendo para as pessoas e buscando informações.
    Abração para todos,
    Norma

  43. Bruna Ames says:

    Olá Dra. Norma!
    Tenho 17 anos e pretendo cursar Biomedicina para, depois de formada, trabahar na área forense, perícia criminal, essas coisas…Por isso, gostaria de saber se estas áreas estão ao alcançe do curso de Biomedicina, quais as especializações ou requisitos que elas exigem para a atuação e quais são as chances de trabalho (remuneração, inclusive) na área.
    Obrigada desde já!
    Bruna

  44. Jéssika G. says:

    Olá, bom dia! Moro em Recife e estou muito interessada no curso de Biomedicina. Recentemente me formei em técnica de Enfermagem, mas atuando na área descobri que ver o sofrimento das pessoas não dá pra mim. Então como não quero sair da área da saúde vi que o curso de Biomedicina é muito bom e eu não vejo sofrimento de ninguem. Porém não sei muito bem se as oportunidades de emprego aqui em Recife são boas. Se realmente vale à pena fazer Biomedicina aqui no nordeste, qual aproximadamente o salário inicial… enfim… ficaria muito grata pela resposta! Beijos e obrigada desde já! Jéssika

    ——————————————————————————————————————————

    Cara Jéssika,
    Estive muito ocupada com o 5º Workshop em Biotecnologia e com a 4ª Semana Acadêmica de Biomedicina, até ontem às 23h30, por isso sem tempo de acessar emails. Bem, na área de saúde é necessário estar preparado para conviver com o sofrimento das pessoas. Já trabalhei muito com hansenianos e com pessoas portadoras de outras moléstias graves, mesmo sendo biomédica. Portanto, pense bem! Não saberia explicar como está o mercado para biomédicos em Pernambuco, mas posso garantir que com o crescimento econômico e social do país, fruto dos governos Lula e Dilma, deve estar em expansão. Aqui, está. E o biomédico pode trabalhar em várias áreas (Veja todos os comentários que já escrevi para o post “Biomedicina tem 33 áreas de atuação”).
    Sei que Pernambuco tem se desenvolvido muito. O que falta talvez, que já temos por aqui, é a consciência de que Análises Clinicas é apenas um dos muitos campos de atuação para o biomédico. Aliás, meus alunos tem se dirigido bastante para outras áreas. Com sucesso.
    Fico à disposição para outras dúvidas.
    Sucesso, Jéssika!
    Abraço,
    Norma

  45. vanessa says:

    Olá, eu estou indecisa em que curso escolher, mas, todos que me identifiquei são na area da saúde.
    Meu coração bate mais por biomedicina, amo biologia, quimica, pesquisa, laboratorio, e gosto de estudar.
    Mas tenho um medo: muitos são os formados, com diplomas, e estão sem trabalho.
    Não quero pagar caro numa faculdade, estudar 4 anos e depois não conseguir exercer a profissão. A sorte que tenho uma qualidade, sou persistente.
    Tenho duas dúvidas:
    -é melhor fazer biomedicina integral, ou isso não conta? Aqui na faculdade tem só de noite.
    -para trabalhar de perfusionista, qual curso de especialização tenho que fazer depois de formada??
    OBRIGADA!
    Vanessa
    ———————————————————————————————————————

    Prezada Vanessa,

    O mercado para o biomédico está em expansão no Brasil e no mundo. Existem quase 40 áreas em que você pode trabalhar. Não escolha áreas saturadas em sua região ou mude de região. Profissionais de todas as áreas (não só da Biomedicina) estão se diferenciando dos demais por serem criativos, desenraizados, capazes de enfrentar desafios… Não conheço ninguém que tenha feito Biomedicina e esteja desocupado e que seja, ao mesmo tempo, proativo, curioso, inquieto, descobridor de oportunidades. Os desempregados são geralmente os “que não correm atrás”.
    Você não terá um curso melhor se cursar o integral, apenas. A diferença não está em ser integral ou noturno, mas na proposta do curso. Nosso curso noturno, oferecido em 5 anos é igual ao integral de 4 anos (mesmas disciplinas, mesma carga horária, mesmos professores, mesma coordenadora). O que ocorre com o aluno do integral, que geralmente não trabalha, é ter mais tempo para atividades complementares, como programas de iniciação científica, mobilidade para participação de congressos, monitorias etc; isso sim ele tem mais do que aquele aluno do noturno que precisa trabalhar durante o dia.
    A circulação extracorpórea é uma atividade multidisciplinar e pode ser praticada por biomédicos, após submissão e aprovação em exames específicos realizados todos os anos pela Sociedade Brasileira de Circulação Extra Corpórea (SBCEC) para a obtenção do Título de Especialista pela SBCEC. Desde 2009 consta na CBO (Classificação Brasileira de Ocupações) do Biomédico e é área de atuação regulamentada pelo Conselho Federal de Biomedicina.
    Abraço,
    Norma

    Profª Drª NORMA GERUSA DA SILVA MOTA
    Coordenadora | Biomedicina
    Fone: (19)3543.1443| Ramal: 1443

  46. Wilgney says:

    Olá Dra! Tenho 17 anos e estou concluindo o ensino médio aqui no Piauí. Meu sonho sempre foi trabalhar em pesquisas laboratoriais e já estou decidido a ingressar no curso de biomedicina. Como quero ir além, pois sei que o mercado é exigente, minha dúvida é “DEPOIS” da graduação, quanto tempo leva até alcançar o doutorado?

    Desde já meus agradecimentos!
    ——————————————————————————————————————————–

    Caro Wilgney,

    Tão novinho e já tão consciente do que quer fazer… Adorei seu contato!
    Se você deseja ser um pesquisador científico é necessário pensar sim “após” a graduação. Fazer mestrado, doutorado, pós-doutorado e nunca mais parar de estudar. Como eu, por exemplo, que sou imunologista e estudo essa área desde formada (quase 44 anos!). O tempo de formação (mestrado, doutorado etc ) varia muito de uma área para a outra. Mas, se pegarmos uma média nacional seria mais ou menos assim: cerca de 2 anos para o mestrado e de 3 anos para o doutorado. É claro que enquanto você faz a pós, pode se dedicar a outras atividades biomédicas. Não é obrigatório ficar recluso dentro de um laboratório. E a formação em pesquisa científica abrirá as portas para você trabalhar em universidades, como professor e pesquisador, ou em institutos de pesquisa governamentais (Butantan, Fiocruz etc) ou mesmo nos laboratórios de pesquisa das indústrias de produtos biotecnológicos que andam se instalando por aqui.
    Por fim, para ser bom em pesquisa é necessário frequentar um bom curso de Biomedicina. Por isso, esperarei você por aqui… rsrsrs… Nosso time é fantástico! Você vai adorar! Paro por aqui, pois preciso corrigir alguns projetos de iniciação científica que se transformaram em trabalhos de conclusão do curso. As apresentações orais perante as bancas ocorrerão durante toda a próxima semana. Sem isso, meus formando não se formam.
    Grande abraço,
    Norma

    Profª Drª NORMA GERUSA DA SILVA MOTA
    Coordenadora | Biomedicina
    Fone: (19)3543.1443| Ramal: 1443

  47. Cinthia says:

    Ola, eu tenho 19 anos e estou no meu segundo ano de pre vestibular.Desde do meu 3 ano do ensino médio tenho vontade de fazer medicina.Só que de uns tempos pra cá penso em mudar de curso e achei biomedicina muito interessante.Nunca tinha pesquisado sobre esse curso e como eu amo estudar biologia achei muito legal essa profissão, principalmente, a área de pesquisa e analises clinicas. Mas, tenho muito medo de desistir da medicina e fazer um outro curso, ainda mais que o biomédico ganha menos que o medico.
    Andei pesquisando sobre a grade curricular e vi que na biomedicina tem umas matérias relacionada a matemática e física, mas não sou muito boa em exatas.
    Não sei o que fazer, se continuo tentando vestibular para medicina ou se vou para a biomedicina. Me ajude!
    A unica coisa que eu sei é que eu quero trabalhar na área de saúde!
    Outra coisa, ciências biológicas modalidade médica é a mesma coisa que biomedicina(estou te perguntando isso, porque na UFRJ não existe nenhum curso de biomedicina e sim ciências biológicas modalidade medica)?
    —————————————————————————————————————————

    Cara Cinthia,

    Gostei muito de sua franqueza. Às vezes, por causa das dificuldades, as pessoas mudam de direção. É claro que adoro ser biomédica, mas preciso ser honesta com você. Acho que você deve tentar mais um ano de Medicina. Tem apenas 19 anos e uma vida pela frente.
    Em 1965, entrei em Medicina e Biomedicina. Mas, como queria ser professora e pesquisadora científica, fiquei com a Biomedicina e nunca me arrependi. Sou daquelas pessoas que adoram estudar a Biologia Humana e conhecer os detalhes de funcionamento do corpo humano quando saudável e quando doente. Na verdade, esse é o principal objetivo da Biomedicina. Acabei fazendo doutorado em Imunologia (a ciência que estuda as defesas do organismo) e 3 pós-doutorados em Imunobiologia, Imunopatologia e Imunorregulação. Virei professora e pesquisadora. Ganho bem. Viajei o mundo quase todo por causa de minha profissão. Sou muito feliz, porque trabalho no que gosto, tenho dois filhos lindos de morrer, três cachorros Labrador e dois gatos viralatas. Quer mais?… rsrsrs…
    Mas, voltando a você. Tente Medicina mais uma vez. Se não conseguir entrar, venha me fazer uma visita no próximo ano, para conversarmos longamente. Você poderá também assistir algumas aulas com nossos alunos. E depois decidirá. Que tal?
    Biomedicina é a mesma coisa que Ciências Biológicas – modalidade médica e Ciências Biomédicas, viu?
    Fico à disposição para continuarmos o papo.
    Bjs,
    Norma

  48. Wilgney says:

    Olá Dra! Gostei muito da sua resposta e me senti ainda mais motivado pelo curso. Tive pesquisando e me interessei muito pela UNIARARAS FHO, o problema é a moradia, pois, como a Dra sabe, sou do piauí e não conheço nada por ai. Gostaria de saber se tem casa de estudante por perto ou se tem que alugar casa? E o custo é alto?

    Desde já meus sinceros agradecimentos!

  49. admin says:

    Wilgney, bom dia!
    Sim, aqui na cidade temos moradias para estudantes, inclusive, casas próximas à FHO. O custo não é tão alto, pois muitos de nossos alunos optam por morar aqui na cidade onde cursam suas faculdades. Temos desde alunos de graduação a alunos de mestrado residindo em Araras. Vale a pena você vir conhecer!
    Estamos a disposição

    Assessoria de Imprensa FHO|Uniararas

  50. Cinthia says:

    Dra. Norma, muito obrigada pela atenção! Ainda estou pensando sobre o que fazer.
    Tenho umas duvidas: para ser um pesquisador, quais são as principais características que a pessoa tem que ter para exercer a profissão? O que é preciso fazer para virar um pesquisador?
    Eu quero ser uma boa profissional, independente do que eu for escolher.
    Sou bastante estudiosa e fico encantada com o corpo humano.
    Estou cansada de pré-vestibular e não tenho mais vontade de estudar. Não sei se eu continuar tentando pra medicina vou me esforçar tanto quanto me esforcei nos últimos anos. Acho que esse meu desanimo todo é devido a tantas frustrações. Sei que a biomedicina é um curso concorrido, mas eu estou adorando conhecer.
    Em relação ao salario, quero ter o suficiente para viver bem. E, pelo visto, a Dra. tem uma vida maravilhosa.
    É uma pena que eu moro longe da sua cidade. Sou do interior do Rio de Janeiro. Seria muito legal conhecer a faculdade e o curso. Aiai, as minhas duvidas só estão aumentando…!
    Obrigada,
    Cinthia

Deixe um comentário