Blog Biomedicina

Home » informações » Biomedicina tem 33 áreas de atuação

Biomedicina tem 33 áreas de atuação

Análise clínica concentra 90% dos profissionais formados.

Áreas mais promissoras, segundo professor, são as de análises ambientais e de imagens.

A biomedicina é uma carreira ampla e com mercado de trabalho diversificado: possui 33 áreas de atuação autorizadas pelo Conselho Federal de Biomedicina (CFBM), sendo que as duas principais são docência/pesquisa e os laboratórios de análises clínicas -que concentram cerca de 90% dos profissionais formados.

Outras áreas de atuação são: bancos de sangue, onde o biomédico realiza todas as tarefas, com exceção da transfusão; análises ambientais, onde ele faz análises físico-químicas e microbiológicas para o saneamento do meio ambiente; indústrias, para trabalhar com soros, vacinas e reagentes; imagenologia, onde o profissional atua na área de raio-X, ultrassonografia, tomografia, ressonância magnética; DNA, na qual realiza exames laboratoriais envolvendo DNA e assume a responsabilidade técnica dos laudos.

Segundo Silvio José Cecchi, biomédico, professor universitário e presidente do CFBM, a maioria dos profissionais recém-formados geralmente consegue se encaixar com certa facilidade no mercado de trabalho porque há um leque muito grande de áreas de atuação. Ele admite, no entanto, que o mercado está bastante competitivo.

“O biomédico tem várias opções de trabalho, mas o país não cresce. Então o emprego está difícil para todas as profissões. O que nos deixa feliz é que a carreira tem 33 áreas de atuação, o que aumenta as chances de colocação no mercado. À medida em que o mercado de trabalho precisa de um profissional especializado, nós procuramos criar habilitações para a carreira”, afirmou Cecchi.

O professor João Henrique Kanan, coordenador do curso de biomedicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRS) concorda que o mercado está em expansão, mas faz uma ponderação: “A maioria esmagadora dos recém-formados em biomedicina quer trabalhar com análises clínicas, mas elas estão ficando saturadas.  Eu diria que as análises ambientais e de imagem são áreas mais carentes de profissionais e, portanto, mais promissoras”, avalia.

Na opinião da professora Neila Arrebola, coordenadora do curso de biomedicina da Universidade Estadual de Londrina (UEL), há espaço no mercado de trabalho, mas o profissional precisa encontrar meios de se destacar. “Como em qualquer outra carreira, o mercado é competitivo. Para que o profissional saia da faculdade com grandes chances de colocação, é preciso que ele seja muito curioso e persista em busca de respostas para cada conceito novo que ele aprender. Tem que ser da natureza dele o perfil de pesquisador”, disse.

Salário e distribuição da carreira no Brasil

Não existe um piso salarial para os profissionais de biomedicina. Segundo Cecchi, os salários dependem muito da região e para qual empresa o profissional trabalha. “Ele também pode ser concursado ou ter o próprio negócio. Por isso é muito difícil dizer quanto ganha um biomédico”, disse. No entanto, os especialistas ouvidos pelo G1 estimam que o salário inicial seja de cerca de R$ 1.500.

De acordo com Cecchi, no Brasil há cerca de 30 mil biomédicos registrados no conselho, sendo que cerca de 20 mil estão concentrados nas regiões Sul e Sudeste. “A área mais carente, como em outras carreiras, é a Região Norte. Lá existem apenas uns mil biomédicos. Também existem poucos cursos naquela região e poucos empregos”, disse.

Na opinião de Cecchi, o segredo para conseguir de dar bem no mercado de trabalho é ter coragem de buscar coisas novas e de ser empreendedor. “Não basta ter conhecimento. É preciso ir além. É preciso ter algo mais para conseguir ter uma carreira de sucesso e, se possível, até abrir o seu próprio negócio”, afirmou.

Fernanda Bassette Do G1, em São Paulo

Postado por: Diego Costa

105 Responses to " Biomedicina tem 33 áreas de atuação "

  1. Maria Laura says:

    Olá Drª Norma!
    Estou me formando esse ano no ensino médio e pretendo cursar Biomedicina, meu sonho é ser Médica mas neste último ano acabei me interessando pela área.Moro em SC e estou com medo de não encontrar um bom emprego aqui pois quero trabalhar se possível na polícia forense( pelo que sei um biomédico pode trabalhar nessa área.
    Vou cursar em uma faculdade particular mas assim que puder quero entrar para uma federal.
    Adorei seu blog!
    Beijos
    ——————————————————————————————————————————-
    Olá, M. Laura,
    Obrigada por gostar do blog, mas falhamos. Ficamos fora do ar por dias!!!
    Sim, querida, Biomedicina tem tudo a ver com as ciências forenses. Mas, lembre-se que não é só arranjar o emprego. Para trabalhar com perícia criminal, você deverá passar em concurso público municipal, estadual ou federal. Tenho ex-alunos que conseguiram entrar, após concurso, no Instituto de Criminalística de São Paulo ou na Polícia Federal. Os concursos demoram para acontecer e o da Polícia Federal é bem puxado.
    Bjos,

  2. felipe says:

    oi, sou estudante de tecnico em analises clinicas e quero muito cursar biomedicina mas na minha cidade nao tem o curso. eu pretendo cursar enfermagem e em seguida mudar para outra cidade e fazer biomedicina, vale a pena cursar enfermagem antes? quantos anos da graduacao em biomedicina ira excluir?
    ———————————————————————————————————————–
    Oi, Luiz Felipe!
    Ficamos fora do ar. Desculpe-me pela demora.
    O ideal será você cursar Biomedicina de cara! É claro que se cursar Enfermagem antes você terá mais uma graduação na área da saúde. Mas, se comparar os cursos de Enfermagem e Biomedicina da FHO/UNIARARAS, você aproveitará poucas matérias da Enfermagem para Biomedicina (Anatomia Sistêmica, Neurofisiologia Humana, Leitura e Produção de Textos, Metodologia da Pesquisa Científica). Ficará devendo mais duas disciplinas da área de Anatomia que temos na Biomedicina, Fisiologia de Órgãos e Sistemas, as Histologias, os Processos Patológicos Bacterianos, Virais e Micológicos, Patologia Geral e Citologia Oncótica, Diagnóstico por Imagem, as Imunologias e muitas outras. Talvez você elimine um semestre… Vale a pena? Compare nossas matrizes curriculares nas páginas específicas dos cursos de Enfermagem e de Biomedicina. Damos maior aprofundamento ao estudo da biologia humana na saúde e na doença, enquanto a Enfermagem parte logo para tratar das disciplinas voltadas aos cuidados com os pacientes.
    Fico à disposição para outras dúvidas.
    Bjos,

  3. Joao says:

    Olá Dr. Norma terminei meu curso de técnico de radiologia
    e gostaria de saber se biomedicina seria o melhor curso superior para minha carreira profissional, pois queria trabalhar no setor de imagem?
    —————————————————————————————————————-
    Olá, João!
    O blog teve uns probleminhas, daí a demora em responder.
    Para trabalhar no setor de diagnóstico por imagem, você pode fazer o técnico (que já tem) e Biomedicina ou Medicina. Como é uma área cuja tecnologia está em constante mudança, sugiro especialização depois e, sempre que possível, participação em congressos e eventos da área para se manter atualizado.
    Bjos,

  4. felipe says:

    obrigado pela resposta dra. Norma. vou pensar bem o que vo fazer, provavelmente faca mesmo Enfermagem aqui na UNIFEOB em minha cidade, pois ja passei no vestibular; porem pretendo muito fazer Biomedicina e se eu fizer vou fazer na FHO/UNIARARAS pois gostei da matriz do curso.

    bjo,

Deixe um comentário